16 de novembro de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Um espaço de convívio charmoso

Pergolado traz estilo para o condomínio e pode ser um ponto de encontro.

Além de dar um charme na decoração, uma tendência para aproveitar as áreas externas dos condomínios para convívio são os pergolados, também chamados de pergolas. O mais comum é serem ambientados no meio do jardim e no entorno de piscinas, com mobiliário específico para área externa.

Mas como observa a arquiteta e paisagista Ana Trevisan, os pergolados podem ser instalados em áreas de circulações, de churrasqueiras, alpendres e varandas. Conforme a especialista, podem ser tanto uma extensão da edificação ou da casa, como um anexo independente.

No condomínio Vila Doratta, no bairro Abraão, o pergolado fica próximo à piscina e ao playgroud. O síndico Miguel Impaleia conta que no prédio o espaço funciona como área de lazer recreativa, onde os moradores aproveitam para bater um papo enquanto tomam chimarrão, muitas crianças brincam no local e também os pais aproveitam para utilizar o notebook enquanto estão de olho nos pequenos quando estão no espaço kids.
“Colocamos um ponto de internet ali perto e o pessoal gosta de ficar com o laptop ali, pois é um espaço agradável”, revela Impaleia. Entre os materiais utilizados para a estrutura da pergola estão madeira, alvenaria, alumínio, ferro e bambu. Nem todos optam por cobertura, mas faz a diferença para se proteger da chuva e do sol. Vidro, policarbonato ou telhas transparentes são os materiais mais utilizados para a parte superior. A manutenção depende do tipo de material. “Se for de madeira natural, deve ter manutenção anual, repassando o verniz”, aponta Ana, que foi responsável pelo projeto de tratamento das áreas externas e paisagístico do Vila Doratta.

Para trazer aquela sensação de aconchego, plantas e flores de diversas espécies podem ser colocadas junto aos pergolados. Segundo Ana, todas as espécies trepadeiras são indicadas desde bounganville, ipomeia rubra, jade, congeia a sapatinho de judia.

Deck: opção que vai muito além das áreas de piscina

Os decks, espaços pavimentados, geralmente em piscinas, também podem ser associados a outras áreas de convívio. “Você pode criar um deck com bancos, lareira, praça e por aí vai”, sugere a paisagista. Neste caso, segundo Ana, a escolha dos móveis depende se o espaço recebe ou não as intempéries do tempo. “Mas no geral, móveis externos precisam ter tratamento diferenciado para poder ficar expostos às condições climáticas”, explica. O material para mobiliário oferecido no mercado vai do alumínio ao vime e sintético.

Segundo a arquiteta paisagista, Louise Riedtmann, entre os materiais mais utilizados na construção de decks estão madeiras – como pinho tratado e angelim pedra – e porcelanato. Uma opção mais econômica é a madeira ecológica (fabricada com materiais reciclados). “Não precisa envernizar todo ano e têm umas que imitam bem a madeira”, observa. Além do uso no entorno de piscinas, Louise sugere a instalação de decks em lounge externo, solário e caminhos. “Dá um toque especial”, garante.

Fonte: condominiosc.com.br

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>