9 de julho de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Soluções para a crise hidrica

Empreendimentos imobiliários buscam soluções para a crise hídrica

Ações implantadas em novos condomínios podem resultar em economia de 40% no consumo da água

O Dia

Rio – Novos empreendimentos imobiliários da cidade estão se preparando para a crise hídrica e a questão da gestão da água. Bairro planejado que será a Vila dos Atletas nos Jogos Olímpicos de 2016, a Ilha Pura, na Barra da Tijuca, já conta atualmente com uma estação de tratamento de águas cinzas que está em funcionamento no canteiro de obras. Essa solução permite o reaproveitamento da água dos chuveiros e pias dos banheiros que atendem aos mais de 7 mil integrantes que atuam na construção.

Ainda na obra, o monitoramento online e por rádio frequência em tempo real permite gerir o consumo de água e de energia com medição setorizada e online nos 15 centros de atividade localizados no canteiro, como os condomínios, a cozinha industrial e a sede administrativa da Ilha Pura. Além disso, o bairro planejado contará com uma estação permanente de reuso para tratar a água dos chuveiros e dos lavatórios, que será reutilizada nas bacias sanitárias, na irrigação do parque e na reposição da água dos lagos.

1sytjdj2qd6anii3ap9wsd5dbEstação de reuso do Ilha Pura vai tratar a água dos chuveiros e dos lavatórios que será reutilizada na irrigação do parque e na reposição da água dos lagos. Foto: Divulgação

Já o Village Park Itanhangá, também localizado na Zona Oeste, conta com apartamentos com medidores de água individualizados e sistema de reaproveitamento da água proveniente dos chuveiros e das pias para alimentar as caixas de descarga. Com isso, o empreendimento da Cabral Garcia poderá ter uma economia de até 40% no consumo.

“A preocupação da Cabral Garcia com o desperdício de água não é de agora. Isso é uma questão pensada e planejada em nossos empreendimentos. A sustentabilidade e a conscientização de sua necessidade é uma questão urgente para que o nosso futuro não seja prejudicado”, explica Ricardo Mayer, diretor de Incorporação da empresa.

A Universe, empreendimento comercial localizado na Avenida Abelardo Bueno, conta com quatro reservatórios para armazenar água de reuso, que são captadas das chuvas. Essa água abastece os banheiros para portadores de necessidades especiais (PNE). A conscientização também é um dos pontos explorados pelo empreendimento. Para a equipe gestora esse deve ser um dos principais pontos não só no ambiente de trabalho, mas em todas as esferas da sociedade.

2q6pv9fffgwmffbyoxpwnlzv1Village Park Itanhangá terá apartamentos com medidores de água individualizados e sistema de reaproveitamento. Foto: Divulgação

A construtora Dominus Engenharia também promove o reuso de água da chuva em todos os empreendimentos. No residencial NEOLINK, por exemplo, adotou espécies no paisagismo adaptadas ao ecossistema local que necessitam de menos água. Torneiras com arejadores, temporizadores ou redutores de pressão também foram implementados no projeto. Em todos os empreendimentos há um sistema de recirculação de água quente e válvulas de descarga duplo-fluxo.

 

Fonte: odia.ig.com.br

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>