8 de setembro de 2016   Publicado por: Garante Araribóia

Síndico não deve governar sozinho

Não é só a administradora a responsável pela boa gestão condominial. Dois outros pilares do tripé do governo do prédio, o síndico e o zelador, também devem ser escolhidos com cuidado

Para ser síndico, não basta ser “o morador mais simpático”, pondera o advogado imobiliário Luiz Kignel. “Precisa ser alguém muito organizado e que tenha tempo disponível para tomar várias providências cotidianas.”

E não pode governar sozinho. “Ele tem poder de administração, mas não de decisão. Para fazer reforma, deve convocar uma assembléia para aprovação”, especifica Kignel. “Tem de pedir orçamento para análise e respeitar a limitação de gastos determinada pelos moradores.”

“O principal erro do síndico é não cumprir as determinações da convenção do prédio” observa Rosely Schwartz, 47, professora do curso de administração de condomínios da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas). “Outro é não se comunicar com os moradores. Às vezes ele manda circulares com broncas, mas não tem horário para atendimento ou mesmo uma caixinha para sugestões, em que os condôminos nem precisem se identificar.”

O síndico é auxiliado por um conselho fiscal, que geralmente tem três componentes que ajudam a controlar as contas do prédio e também respondem por eventuais irregularidades. “Eles fazem reuniões mensais, nas quais deve ser elaborada uma ata que todos os moradores possam receber” diz Schwartz.

Executor

Se a administradora e o síndico são os gerenciadores que ditam as diretrizes do prédio, o zelador é o executor, define Hubert Gebara, 69, vice-residente de administração imobiliária e condomínios do Secovi-SP (Sindicato de administradoras e de Imobiliárias). Ele deve ter capacidade de comandar os empregados e de resolver pequenos problemas emergenciais, como um vazamento.

Além disso, “precisa estar atento a qualquer aspecto danoso, como alguém que usa drogas nas áreas comuns ou pontos vulneráveis na segurança do prédio, e levá-lo ao conhecimento do síndico”, afirma Cláudio Anauate, presidente da Aabic (Associação das Administradoras).
Também é importante que ele se atualize com cursos de segurança e manutenção, uma vez que é responsável pela verificação de elevadores, bombas e itens de combate a incêndio.

Fonte: O Condomínio

sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>