12 de julho de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Síndico mirim é solução para gestão de conflitos com adolescentes nos condomínios

Responsabilidade e liderança são trabalhados durante o exercício da função

Não tem jeito. Não existe reunião de condomínio onde o tema adolescentes e crianças não esteja na pauta. Esses pequenos cidadãos dão, de fato, trabalho, e saber lidar com eles é um dos grandes desafios do síndico. Para tanto, uma solução bem prática e simples tem ajudado nessa árdua tarefa: a nomeação do síndico mirim. Figura que traz benefício para ambas as partes e minimiza conflitos.De acordo com Júlio Herold, gerente de condomínios da Auxiliadora Predial, o síndico mirim é a melhor solução para a gestão de conflitos em relação aos adolescentes. Além de falarem a mesma língua, eles têm liberdade para chamar a atenção e, de um jeito e de outro, se sentem “obrigado” a seguir as regras. “Para o síndico, ter que tratar diretamente com o adolescente é delicado. Além de ele ser a figura do “chato” do condomínio, que não deixa ninguém fazer nada, tem também os pais desse adolescente que, em geral, tomam as dores do filho e dificulta”, afirma o gerente. O síndico mirim é amigo, faz parte do grupo e não tem pudor de falar.

Além de ser bom para o condomínio, Herold lista outros benefícios que vão além da gestão, mas, que será de grande ajuda, também, para o amadurecimento do síndico mirim. “O senso de compromisso é aguçado neste tipo de situação. Ele se sente responsabilizado pelas áreas que cuida, até porque, será cobrado por isso. A liderança também é trabalhada na figura do síndico mirim, o que é bom para ele, como futuro adulto, e perante o seu grupo de amigos do condomínio também, já que será respeitado e, muitas vezes, admirado por eles”, enfatiza Herold.

Todo condomínio pode ter um síndico mirim e a conversa sobre isso deve ser iniciada durante as reuniões e assembleias. Os pretendentes a síndico podem ser escolhidos por eleição ou convidado pelo próprio síndico que vê, no adolescente, características necessárias para exercer a função.

Fonte: Portal Síndico Profissional
sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>