27 de março de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Síndica adota práticas sustentáveis para economizar água

praticas-sustentaveis-sindica

Edifício também investiu em horta orgânica para moradores

Mesmo com o crescimento cada vez maior de práticas sustentáveis em edifícios, a sustentabilidade ainda gera muitas dúvidas para os gestores e moradores de condomínios. Por esta razão, sempre buscamos trazer exemplos reais de como iniciar um trabalho desta natureza e ainda garantir economia de recursos financeiros. Assim, hoje vamos conhecer um pouco da rotina da síndica Eliana Cardoni no Condomínio do Edifício Habitat, localizado em Santo André (SP), que nos últimos 10 anos vêm investindo em práticas sustentáveis, principalmente no que diz respeito à economia de água.

“Nosso condomínio é formado por 32 famílias, onde sempre houve a preocupação em reduzir nossas despesas. Há mais ou menos 10 anos instalamos o sistema de aquecimento solar para reduzir o consumo de gás (nosso aquecimento é central). Isso nos trouxe, com certeza, uma redução de no mínimo 50% em nossa conta de gás” – explica Eliana.

Economia com Medição individualizada de água

Instalação de medidores individuais gerou economia de quase 50%

Instalação de medidores individuais gerou economia de quase 50%

Apesar da redução no gasto com gás, a síndica percebeu que a conta de água do condomínio ainda era muito alta. A solução encontrada foi mais uma vez investir em práticas sustentáveis: adoção do sistema de cobrança individualizada de água. Aprovada em 2013, a mudança  fez os gastos com água saírem de R$ 9.000,00 para R$ 4.000,00.

“É evidente que trouxe um grande benefício para nós e muito mais para a natureza, pois deixamos pra trás muito desperdício de um bem tão precioso como é a água” – ressalta a síndica.

Reaproveitamento de água da chuva e lavanderias

Pensa que a Eliana parou por aí? De jeito nenhum! Sempre atento às práticas sustentáveis que podem não só preservar recursos naturais, mas também gerar retorno financeiro para o condomínio, em 2014, o Edifício Habitat resolveu buscar alternativas para reaproveitamento de água. A partir daí foram criados um sistema de captação da água de chuva e outro para reaproveitamento da água utilizada nas lavanderias (tanque e máquina de lavar roupas).

Edifício Habitat investiu em reaproveitamento de água de chuva com reservatórios que captam até 5 mil litros.

Edifício Habitat investiu em reaproveitamento de água de chuva com reservatórios que captam até 5 mil litros.

O reservatório que capta água de chuva tem capacidade para armazenar 5.000 litros e essa água é utilizada para suprir as

Água da chuva é armazenada e reutilizada para lavar áreas comuns.

Agua da chuva é armazenada e reutilizada para lavar áreas comuns.

necessidades de reposição de água da piscina e irrigação das plantas que compõem o jardim do prédio. Já o reservatório da lavanderia comporta um armazenamento de 3.000 litros de água, que é utilizada para lavar as áreas de circulação, calçadas, garagens e, de acordo com a síndica, também poderá ser usada para irrigação das plantas, pois foi construída uma caixa de separação de resíduos e filtragem, que a torna mais limpa.

“Já demos início na construção da tubulação que poderá levar essa água de reuso das lavanderias (500 litros/h) para cima do prédio e ligar nas prumadas que atende as descargas dos banheiros (caixa acoplada), que trará uma boa economia, pois é dito que se gasta mais ou menos 16 litros de água cada vez que acionamos a descarga” – afirma Eliana.

Horta orgânica coletiva

Além das práticas sustentáveis relacionadas à economia de água, Eliana também destaca a criação de uma horta orgânica comunitária, que conta com ervas como manjericão, salsão, salsinha e cebolinha, orégano, tomilho, alecrim, loro, pimenta, além de hortaliças como alface, agrião, almeirão e rúcula. As frutas não ficaram de fora: limão, tangerina, pitanga, romã, jabuticaba, maracujá e uva também são gerados na horta.

Horta orgânica rende frutos, ervas e hortaliças frescas para os moradores.

Horta orgânica rende frutos, ervas e hortaliças frescas para os moradores.

Para o futuro, o Edifício Habitat pretende gerar energia solar energia solar:

“Ambicionamos construir um sistema de geração de energia solar para contribuir na redução do consumo de energia, mas isso ainda é um sonho!” – finaliza a síndica, que s diz muito feliz em poder ajudar a difundir práticas sustentáveis entre as pessoas.

Fonte: CondomíniosVerdes

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>