6 de dezembro de 2012   Publicado por: Garante Araribóia

Segmentação é opção para condomínios de sobrados ante o avanço da verticalização

Oferecer condomínios com menos unidades e mais diferenciais para o consumidor final, bem como manter a viabilidade da construção em relação à área disponível num cenário de escassez de grandes áreas em Curitiba. Para o proprietário da Josué Souza Imóveis, imobiliária que comemora dez anos em dezembro, Josué Pedro de Souza, esse é o desafio do segmento de sobrados na capital paranaense para os próximos anos. “Antigamente, pensava-se em colocar o maior número possível de sobrados num determinado terreno. Hoje, a prioridade é a qualidade de vida do consumidor final, buscando mais áreas de lazer e aumentando a distância entre as casas”, comenta.

Investir no projeto arquitetônico, oferecendo outras opções, além da tradicional configuração com sótão, também é uma das preocupações de construtoras e incorporadoras que atuam neste nicho. “Esse modelo de sobrado é mais comum porque aproveita o máximo possível de área privativa. Mas também começa a ganhar força o conceito de sobrado com terraço descoberto, com área externa que permite a instalação de spa ou hidromassagem. Hoje, apenas 10% dos produtos no mercado têm essa característica”, analisa Souza.

Alternativas para a personalização do imóvel, não somente para a escolha dos itens internos de acabamento e para flexibilização da configuração da planta, mas também para a definição de seus elementos externos, ganham importância nesse cenário de segmentação do mercado imobiliário, conceito bastante desenvolvido em outras capitais, como São Paulo. “Em muitos condomínios já é oferecida essa opção em relação ao estilo e às cores da fachada, bem como à aplicação de revestimentos diferenciados”, relaciona Souza.

Entretanto, o empresário destaca que a possibilidade de customização está limitada ao custo do terreno. “Como este insumo aumentou muito nos últimos anos, acaba ficando inviável aplicar esses diferenciais em pequenos condomínios, com menos de 15 unidades. Vale lembrar que a maioria deste tipo de imóvel ainda é construída por pequenas empresas”, sinaliza Souza. Ele explica que, para a construção de aproximadamente 30 sobrados, com área privativa média de 140 metros quadrados por imóvel, tamanho considerado bastante vendável para o mercado, é necessário um terreno de aproximadamente cinco mil metros quadrados.

A fim de compensar a escassez de grandes áreas em regiões próximas ao Centro, ou que tradicionalmente foram redutos dos sobrados na capital paranaense, e que começam a se verticalizar, como o Jardim das Américas, é recorrente a aquisição de terrenos com edificações de famílias tradicionais da cidade nestes bairros.

Como exemplo, Souza cita condomínios no Abranches, e no Pilarzinho, com 15 e 27 sobrados, respectivamente, que devem ser comercializados pela imobiliária em 2013 e, atualmente, abrigam residências com mais de 50 anos. Assim como os apartamentos, a tendência é de crescimento da participação dos sobrados na Região Sul. “Temos mercado para sobrados para 20 anos ainda, antes que avance a verticalização e os condomínios horizontais acabem se concentrando na região metropolitana”, prevê.

Perfil – Em Curitiba, a busca por sobrados é destaque para as pessoas com idade entre 21 e 49 anos, com renda familiar de R$ 6 mil a R$ 10 mil, segundo levantamento realizado pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR). “Normalmente, ele é o segundo imóvel da família, principalmente dos casais com filhos, adquirido com a finalidade de se morar num espaço maior e pagar um valor menor de condomínio, depois da passagem por um apartamento”, caracteriza Souza.

O estudo mostra ainda que a maior oferta na capital paranaense é de sobrados com preço entre R$ 200.001,00 a R$ 300 mil (41,1%), com área privativa entre 101 e 150 metros quadrados (52,1%), com três dormitórios (80,4%). Segundo Souza, o tempo médio de permanência do morador nesse imóvel é de oito anos. “Depois desse período, ele normalmente muda-se para um sobrado maior ou para uma casa em condomínio fechado”, comenta.

Fonte: Paran@Shop

sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>