3 de dezembro de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Parede torta é pepino na certa. Saiba como evitar esse problema

Acompanhar a obra é essencial para que o serviço saia da melhor maneira possível

Parede torta pode significar um grande problema estrutural para sua casa (Fotos: Shutterstock)

Parede torta é um pepino. A obra termina e as portas não fecham, o piso e o forro ficam recortados, os móveis não encaixam e olha que você gastou o dobro de material para revestir e tentar disfarçar o problema.

Quando o desvio é leve, até dá pra corrigir com argamassa ou gesso. Mas, se o desalinhamento for grande, a parede torta pode causar até problemas estruturais graves. Paredes bem tortas podem até cair.

Veja dicas para não ter esse problema na sua obra.

É importante saber que não dá pra construir a olho

Para garantir que as paredes fiquem alinhadas, o pedreiro deve usar linha, nível, prumo e esquadro. Contrate um bom pedreiro e garanta que ele usa essas ferramentas para bom alinhamento como: a “prumada-guia” (fio de náilon amarrado e esticado entre o primeiro e último tijolo das extremidades da fileira) ou uma régua marcada com a altura de cada fiada (chamada escantilhão).

Durante a construção, não se esqueça de pedir para ele verificar se sua parede está reta em três sentidos: vertical (checando o prumo), horizontal (verificando o nível), e ângulo no encontro de duas paredes (checando o esquadro), que geralmente deve ter 90 graus.

Peça para o pedreiro fazer as checagens de parede três vezes durante a obra e esteja com ele nesses momentos. Peça os testes de prumo, nível e esquadro quando for feito 1/3 da parede, quando o pedreiro já tiver construído 2/3 da parede e quando ela ficar pronta.

Verificar a obra muitas e muitas vezes é importante para evitar o pior

Prefira comprar tijolo ou bloco de qualidade

Blocos ou tijolos ruins costumam ser mais baratos, mas dão prejuízo porque a perda por quebra é grande. Eles dão menos segurança para sua obra e tem variações no tamanho entre as peças. Aí quando dá problema, haja argamassa para tentar corrigir as imperfeições.

Na hora de comprar, fique atento à procedência dos produtos e exija materiais que cumpram as normas de qualidade. Eles têm dimensões exatas.

Gaste um pouco mais para ter qualidade nos materiais

Reboco não corrige a parede

Talvez você já tenha ouvido isso: “Eu acerto na massa”. O pedreiro coloca o tijolo, não utiliza nível, prumo, linha, nem esquadro e, no final, quando você percebe que a parede está torta e pede para ele corrigir, você ouve a solução incrível de que ele corrige a prede torta com reboco. Não admita isso em sua obra. O gasto de material é muito maior e o custo também.

Se esse revestimento ficar muito grosso ele pode soltar da parede e cair, ou ficar cheio de rachaduras. Só que isso só vai aparecer depois que a obra acabar.

A norma que regula e orienta a construção de parede determina que o ‘reboco’ tenha espessura entre 1 cm e 3 cm, no máximo. Mas na verdade estamos falando de três camadas de revestimento que vão depois do tijolo (chapisco, emboço e reboco) e que costumam ser chamadas só de reboco.

Considere isso: às vezes sai mais barato e seguro desfazer e fazer de novo do que acertar com “na massa”.

Não aceite gambiarras em sua parede

Porta e janela não fecham

Você estava achando que a janela que comprou é uma porcaria. Mas, na verdade, é a parede que está torta. Cuidado: o problema imediato da obra nem sempre é o problema real.

Além de atrapalhar a instalação e o funcionamento de portas e janelas, parede torta também dá pepino na pintura. O que pode parecer pintura mal feita, na verdade são as ondulações da parede.

Imagine se a porta não entrar? É mais custo e mais problemas para resolver

Atenção na hora de fazer a vistoria: cheque as paredes

Você sabia que na hora de fazer piso, forro e pintura de imóvel com paredes tortas você pode gastar até 10% a mais com materiais e acabamentos?

Se a construtora entregou torto, ela é responsável. No caso de imóveis novos, comprados direto com as construtoras, os proprietários tem o direito de exigir que os locais imperfeitos sejam refeitos ou que a construtora se responsabilize pelos ajustes que forem necessários fazer no imóvel. Se a construtora se negar, você pode procurar o Procon e registrar a queixa.

Se o serviço foi feito por um pedreiro, é importante ter um contrato bem descrito para poder exigir os reparos ou fazer uma queixa nos órgãos de defesa do consumidor.

Cheque o andamento do serviço quantas vezes for necessário

Está muito torto? Coragem. Mande a parede abaixo

A parede está muito torta? Tem rachaduras profundas? Estão caindo pedaços? O melhor é demolir a parede e construir outra nova. É uma decisão difícil, mas que às vezes precisa ser tomada.

Antes de demolir, se assegure de que ela pode ser derrubada (se for de alvenaria estrutural não pode!) e tenha certeza de que as rachaduras não têm relação com a fundação (que pode estar mal feita) e que os pedaços que estão soltando não são apenas porque a tinta foi mal aplicada.

Demolir pode ser um jeito de evitar mais problemas no futuro. Mas já que vai ter que refazer, aproveite estas dicas para você saber assumir o controle da sua obra e conferir se o pedreiro está trabalhando bem e se o material é de qualidade. Cuide de toda a obra, fazer as estruturas básicas é garantia de bom uso de seus materiais e acabamentos.

Você viu muitos problemas e que a parede está realmente torta. Neste caso, derrube a parede

Fonte: ZAP Imóveis

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>