25 de junho de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Para trocar o zelador numa boa

Entenda como funciona o processo e saiba como o condomínio pode fazer isso de forma tranquila

Em condomínios, entre os funcionários que acabam se tornando imprescindíveis está o zelador. É ele que acaba conhecendo a fundo as características do prédio, seus problemas e soluções. Por isso, na hora em que, independente do motivo, precisa ser substituído, é importante que haja muita organização para que o processo de troca seja tranquilo.

Quem faz o quê – Segundo Lívia Zanirato, gerente de uma administradora de condomínios de São Paulo, o responsável pela contratação de um novo zelador é o síndico, mas ele pode ser auxiliado nessa tarefa pelo conselho consultivo e pela empresa que cuida da administração condominial.

“O papel da administradora é importante, pois ela deve selecionar os candidatos de acordo com o perfil do condomínio, encaminhá-los para a entrevista, verificar suas referências anteriores, seus documentos profissionais e, por fim, pesquisar se o candidato possui bons antecedentes”, explica.

Lívia também sugere que, se for possível, é interessante que haja o cumprimento de aviso prévio, um período em que o zelador antigo poderá treinar o seu substituto. No entanto, como nem sempre isso é possível, neste caso é o síndico, o conselho ou mesmo um morador mais atuante quem deve auxiliar o novo zelador a se habituar às tarefas.

Ao realizar uma troca de zelador, também é muito importante que o condomínio comunique os condôminos, informando o desligamento do antigo e a contratação do novo funcionário. Nas informações do novo zelador deve-se expor um pouco de sua experiência e expectativas da contratação.

Sem problemas – Ao iniciar seu o trabalho, o novo zelador precisar tentar conhecer de forma rápida as necessidades do novo condomínio. Com relação ao zelador que deixa o emprego, é importante observar e repassar todo o prontuário como forma de preservar que seus direitos e obrigações trabalhistas tenham sido devidamente cumpridos e formalizados.

José Carlos Taveira trabalha há 30 anos como zelador em um prédio em São Paulo e conta que a única vez em que mudou de condomínio, a transição foi muito bem organizada.

“Eu sempre fui registrado e não tive o menor problema na hora de sair do meu antigo trabalho. O síndico, juntamente com uma administradora que o ajudava, organizou toda a documentação, recebi todos os meus direitos e saí ileso de qualquer dúvida ou problema”, conta.

Dicas para escolha do novo profissional

  • Observe características de personalidade, como facilidade de relacionamento, liderança, senso de organização, entre outras
  • Cheque referências de empregos anteriores
  • Deve haver empatia entre o síndico e o candidato
  • Se possível a administradora deve ser consultada
  • Faça uma entrevista detalhada
  • Pergunte quais as expectativas do novo funcionário para que seja possível estabelecer alguns pontos
Fonte: iCondominial
sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>