26 de agosto de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Os cuidados ao contratar a administradora do condomínio

Administração eficiente pode identificar desperdícios e gerar economia de custos para os moradores 

A administração de um condomínio pode ser facilitada com a assessoria de profissionais especializados para a gestão do trabalho. Além de elevar a qualidade dos serviços prestados para a manutenção e segurança do edifício, uma administradora competente garante tranquilidade a moradores e síndicos.

Em alguns casos, não raros, é possível observar até mesmo economia de custos a partir de uma administração eficiente. “É o caso da identificação de desperdício de água e luz, por exemplo, muito comuns em condomínios”, afirma Fábio Kurbhi, vice-presidente da Aabic (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo).

A contratação do serviço precisa levar em conta alguns fatores. Para auxiliar no processo, a Aabic faz algumas recomendações:

- Considere o tempo de atuação e experiência no mercado;
- Visite a sede;
- Comprove filiação e referência das entidades de classe;
- Obtenha referências junto aos síndicos dos condomínios administrados;
- Solicite referências bancárias;
- Exija a ficha cadastral completa da empresa e de seus sócios, inclusive antecedentes criminais;
- Analise a formação profissional dos sócios;
- Conheça o grau da tecnologia utilizada;
- Elabore contrato de administração claro e minucioso;
- Analise todos os serviços e custos não previstos no contrato de administração;
- Solicite modelo de pasta de prestação de contas;
- Defina a sistemática a ser utilizada e a forma da prestação de serviços;
- Conheça o suporte oferecido nas áreas jurídica e de engenharia de manutenção;
- Analise a forma de administração dos recursos;
- Analise se os honorários são compatíveis.

A entidade alerta, ainda, para desconfiar de administradoras que possuem contínua troca de fornecedores, reclamações de funcionários e fornecedores e ausência constante dos responsáveis pela empresa. Fique atento também a atrasos nos pagamentos, compromissos e prestação de contas, não apresentação de relatórios e certidões e documentação sem comprovação de pagamento.

“É indicado que se faça uma pesquisa consultando clientes de algumas administradoras, se há alguma ação contra empresa e se a administradora é associada a alguma entidade de classe. Em seguida, analisar atentamente o contrato, que estipula os direitos e deveres da empresa”, diz Kurbhi.

Fonte: Imóvel Web

sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>