20 de janeiro de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Fitness nos condomínios

Foto: Divulgação
Projetos são apresentados a síndicos nos prédios

Conceito que ganhou espaço entre incorporadoras e construtoras, os empreendimentos multiuso, que apresentam áreas comerciais nos edifícios residenciais, têm no fitness uma atividade a ser desenvolvida, ainda mais nos condomínios, seja para moradores ou usuários em geral. Com foco na comodidade e bem estar dos condôminos, muitas empresas especializadas em atividades físicas oferecem aos síndicos e moradores projetos para atender essa demanda. O argumento, além dos benefícios já citados, é a segurança e a redução do custo para quem quer se manter saudável e em forma.

Atenta a esse mercado, a Kikos Fitness Store ( www.kikos.com.br ) acredita que o seu diferencial está na apresentação aos condôminos de projetos em 3D, a partir de visitas prévias ao condomínio. Conforme a empresa, isso possibilita que o síndico ou o responsável pela gestão do edifício, visualize o espaço e o seu aproveitamento com os equipamentos, antes mesmo do projeto de sair do papel.

Uma preocupação do trabalho, destacada pelo consultor da empresa, é o dimensionamento da inciativa, de acordo com o perfil e a utilização do espaço e dos equipamentos pelos condôminos. “Colocar um produto superestimado, nem sempre é garantia de qualidade”, disse o consultor da Kikos.

Outra empresa que também desenvolve projetos de academias de fitness em condomínios é a Jonhson (www.johnsonhealthtech.com.br ). A empresa tem como pré-requisito para a apresentação da proposta o espaço mínimo de 5×3 metros. Neste caso, a preocupação é com a combinação das linhas de equipamentos cardio e força oferecidos no projeto.

Outra característica do trabalho desenvolvido pela Jonhson é que a empresa só adota equipamentos de uso profissional para o uso coletivo nos condomínios, tendo em vista, segundo a Jonhson, as limitações dos equipamentos com perfil residencial. Eles têm “motorização fraca, limitação baixa de peso, hora uso e alto consumo”, explicou a profissional de Marketing da Jonhson, Deborah Gomes.

No Estado de São Paulo não há a obrigatoriedade da contratação de um profissional da área de fitness (personal trainer) pelos condomínios, enquanto o Estado do Rio de Janeiro obriga que os condomínios tenham um profissional que se responsabilize pela atividade. Em academias (de rua) essa prática é obrigatória em todo o território nacional.

Como equipamentos básicos para a prática nos condomínios foram sugeridos: Esteira (T60), Elíptico (x20), Bicicleta Horizontal/Vertical, (R20/U20), Estação de musculação (G1 Mg 30) e acessórios.

Fonte: Folha do Condomínio

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>