25 de abril de 2016   Publicado por: Garante Araribóia

Especialistas dão dicas para contribuinte não cair na malha

Sede da Delegacia Regional da Receita Federal em Sorocaba – PEDRO NEGRÃO / ARQUIVO JCS (25/5/2015)

Para não cair na malha fina do leão, os especialistas dão dicas importantes para o contribuinte na hora de preencher os dados na declaração e quais informações ele não pode deixar de informar à Receita Federal. Caso contrário, terá que fazer uma declaração retificadora. Segundo dados da Delegacia da Receita Federal de Sorocaba, que abrange 52 municípios, no ano passado pouco mais de 7 mil contribuintes caíram na malha fina por causa da omissão de rendimentos e deduções com previdência oficial ou privada, e com despesas médicas na declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

Para o especialista da Associação dos Empresários de Contabilidade de Sorocaba (Assecon), Carlos Carmelo Antunes, muitas pessoas caem na malha fina por falta de informações e também por fornecer dados incorretos para a Receita Federal. Segundo ele, as principais causas dos equívocos nas declarações dos contribuintes são o excesso de gastos com despesas médicas, incompatibilidade entre o valor da renda e os gastos feitos com cartão de crédito, erro de digitação do valor do rendimento no caso dos assalariados, omissão de alguma fonte de renda, prêmios recebidos por meio da nota fiscal paulista e títulos de capitalização, entre diversos outros casos. “Existem várias situações que podem levar o contribuinte a cair na malha fina, desde a digitação errada do valor da renda dele até divergência, por exemplo, entre o valor declarado da renda e os valores gastos pela pessoa com cartão de crédito”, afirma.

O especialista destaca ainda que outra situação bastante comum é o contribuinte assalariado que durante o dia é funcionário um uma determinada empresa e à noite é professor também assalariado em alguma instituição de ensino, mas na declaração do IRPF informa apenas uma fonte de renda.

Fonte:  Cruzeiro do Sul

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>