24 de outubro de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Economize os gastos com ar condicionado

Aprenda medidas simples que ajudarão você a poupar o consumo do ar condicionado durante o verão

Cuidados simples podem diminuir o consumo de energia dos aparelhos de ar condicionado, evitando uma alta conta de luz no final do mês. Basta que você preste atenção a alguns aspectos desde a instalação à manutenção do equipamento.

Momento da instalação

É importante fazer uma avaliação do melhor posicionamento do aparelho no cômodo da casa que você deseja climatizar. “Para que o condicionador de ar tenha um bom rendimento e, consequentemente, um baixo consumo de energia elétrica, é importante que o local escolhido para colocar a unidade condensadora – responsável pela troca de calor – ofereça uma boa ventilação. Se possível, a instalação também não deve ser feita em áreas com muita insolação”, explica Daniel Bernardini, coordenador do curso técnico de Refrigeração e Climatização do CTR (Centro Tecnológico de Refrigeração).

O melhor é buscar os serviços de um profissional técnico, pois tentativas caseiras de instalação podem causar danos irreversíveis ao aparelho. “Considere sempre as despesas com instalação, que podem chegar a 50% do valor do produto. A montagem do aparelho praticamente faz parte do processo de fabricação dele”, diz Arnoldo Beskow, técnico e professor instrutor de Refrigeração e Climatização da Arnoldo Cursos.

Como fazer o cálculo de BTUs

Alguns fatores precisam ser considerados para determinar a potência do aparelho necessária para o um cômodo, como a quantidade de pessoas que transitam pelo local, o espaço em metros quadrados e a quantidade de equipamentos elétricos. “E a capacidade térmica do aparelho compatível com o ambiente – medida em BTUs [British Thermal Unit] – é também um fator que afeta o rendimento e o consumo de energia”, ressalva Beskow.

Para cada pessoa no ambiente (menos a primeira) e para cada equipamento eletrônico, é somado 600 BTUs. Já cada metro quadrado deve ser multiplicado por 600 BTUs. Por exemplo, em uma sala de 40 m², na qual conviva uma família de cinco pessoas e existam dois computadores e uma televisão, o cálculo é feito da seguinte forma: 40 m² x 600 BTUs + 2.400 BTUs (600 BTUs x 4, referente a quatro pessoas, já que a primeira pessoa não é contabilizada) + 1.800 BTUs (600 BTUs x 3 equipamentos eletrônicos) = 28.200 BTUS.

Verifique o selo Procel

O recomendado é buscar equipamentos que tenham o selo Procel, fornecido pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Quando os aparelhos possuem essa etiqueta, você pode ter a certeza de que está levando para casa um produto que foi rigorosamente testado em laboratório em relação a eficiência, qualidade e baixo consumo de energia.

“Junto com o Selo Procel, o consumidor poderá perceber a ENCE [Etiqueta Nacional de Conservação de Energia], desenvolvida pela Eletrobrás em parceria com o Inmetro. Normalmente, os itens contemplados pelo selo Procel são caracterizados pela faixa ‘A’ nessa etiqueta, o que significa baixo consumo de energia elétrica”, completa Bernardini.

Mantenha portas e janelas fechadas

A entrada excessiva de ar prejudica a eficiência do aparelho e faz com que o compressor seja forçado a trabalhar mais, gastando mais energia elétrica para refrigerar o ambiente. A instalação de cortinas nas janelas ajuda a inibir correntes de ar que possam comprometer o rendimento do seu ar condicionado.

Evite o desligamento completo

Quando o processo de ligar e desligar é repetido muitas vezes, o ar condicionado acaba consumindo mais energia. Isso porque, a cada vez que é reiniciado o ciclo de climatização, o equipamento tende a analisar novamente as condições do ambiente para refrigerá-lo adequadamente.

“Atualmente existem aparelhos com a tecnologia ‘Inverter’, que permitem uma boa eficiência com baixo consumo de energia. Neles, ao atingir a temperatura desejada, o compressor diminui a velocidade de rotação, mas não desliga completamente, consumindo menos energia elétrica”, diz Bernardini.

Cuide da manutenção e limpeza

A limpeza dos filtros, além de proporcionar um ambiente mais saudável, faz com que o ar condicionado tenha melhor eficiência, eliminando o pó e as partículas suspensas no ar. A recomendação é de que a limpeza seja feita todo o mês. Além disso, programe também uma revisão completa dos componentes uma vez ao ano.

Fonte: Springer

sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>