25 de julho de 2012   Publicado por: Garante Araribóia

Economia

A coisa é muito séria! Quanto mais energia desperdiçamos, maior é o nosso débito com o meio ambiente. Isso sem falar no prejuízo que sentimos no bolso. Ao usar a energia elétrica de maneira correta, economizamos na conta de luz e ainda ajudamos na preservação dos recursos naturais e na qualidade de vida no planeta.

Por isso o Programa Casa Segura leva à população orientações sobre hábitos inteligentes de consumo.

Em casa

  • A manutenção das instalações elétricas é muito importante na economia de energia. Além de valorizar seu imóvel, também aumenta o conforto pela possibilidade do uso de novos equipamentos de forma segura.
  • Revisões periódicas são importantes na manutenção da fiação elétrica e na prevenção de fugas de corrente.
  • Não utilize benjamins e extensões. Elas sobrecarregam a rede elétrica e oferecem riscos de incêndio.
  • Ferro elétrico: acumule roupas para passá-las de uma única vez e evite usar o ferro nos horários em que muitos aparelhos estejam ligados para não sobrecarregar a rede elétrica. Os tecidos delicados podem ser passados com o ferro já desligado, aproveitando o calor do aparelho. Prefira o ferro a vapor, é mais econômico.
  • Geladeira e freezer: regule o termostato observando a estação do ano e descongele regularmente o refrigerador, pois as camadas de gelo impedem a circulação do ar frio, consumindo mais energia. Devem ser instalados em lugares ventilados e abrigados de fontes de calor, como o fogão. As prateleiras devem permitir a livre circulação do ar frio, por isso nada de forrá-las com plásticos ou papel. E deixe os alimentos quentes esfriarem um pouco antes de guardá-los.
  • Chuveiro elétrico: prefira usar a chave de temperatura do chuveiro na posição verão, que consome 30% menos energia. Cinco minutos são suficientes para um bom banho.
  • Iluminação: abra as janelas e aproveite a luz natural. Pinte as paredes em cores claras, que refletem luz e dispensam o uso de lâmpadas de alta potência.
  • Limpe as luminárias e lustres. O acúmulo de pó reduz o nível de iluminação.
  • Lâmpadas fluorescentes são mais econômicas e iluminam tão bem quanto às incandescentes. As lâmpadas de vapor de sódio também têm grande poder de iluminação além de consumir menos energia se comparadas com as de mercúrio.
  • Iluminação externa: células fotoelétricas são ideais para ambientes externos, pois desligam-se automaticamente de acordo com a luminosidade do dia.
  • Climatização: escolha o aparelho de ar condicionado de acordo com a metragem do cômodo e observe se ele possui o selo Procel. Além de causar alergias e problemas respiratórios, filtros com sujeira dificultam a passagem do ar e sobrecarregam o motor.
  • Lembre-se que o ventilador de teto é mais econômico que o condicionador de ar.
  • Os novos modelos de televisores consomem menos energia que os antigos.
  • Só desligue o computador quando não for usá-lo por, pelo menos, 30 minutos. O processo de acionamento e desligamento dispende muita energia e diminui a vida útil do computador.
  • Já o monitor é uma das partes do computador que mais consome energia. Se for fazer uma pausa, desligue! Os monitores de cristal líquido consomem metade da energia dos tradicionais (tubo)
  • Impressoras a jato de tinta consomem menos energia que as impressoras a laser.
  • Utilize a torneira elétrica só quando necessário e antes de ligá-la ensaboe toda a louça.
  • Use a máquina de lavar louça ou roupas quando juntar a quantidade suficiente de peças e consulte o manual de instruções para saber a quantidade exata de sabão ou detergente. Limpe periodicamente os filtros.

No condomínio

  • Sugira a adoção de rodízios de funcionamento dos elevadores nos períodos de menor movimento. Conscientize os usuários de bons hábitos como respeitar o limite máximo de capacidade, apertar o botão de chamada somente uma vez e dispensar o uso quando for precisar descer ou subir poucos lances de escada.
  • Verifique a possibilidade de fazer rodízios na iluminação de garagens, áreas externas ou corredores sem comprometer a segurança.
  • Substitua lâmpadas inscandenscentes pelas fluorescentes compactas nos escritórios, garagens e almoxarifados. Também aproveite a iluminação natural e desligue as luminárias das dependências ociosas ou meramente decorativas.
  • Os motores-bomba dos sistemas de água consomem energia, por isso observe a quantidade suficiente de água e regule o nível automático da bóia. Além disso, as manutenções periódicas nos sistemas de suprimento de água são importantes para se verificar a existência de vazamentos e o estado do eixo do motor (bomba d´água).
  • Novas rotinas de trabalho podem representar uma economia de até 80% no consumo de energia. Concentrar o trabalho em áreas específicas, desligar aparelhos e luzes das salas ociosas e realizar a limpeza por andares são boas alternativas de economia.
Fonte: Programa Casa Segura
sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>