2 de outubro de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Deixe o teto da sua casa mais charmoso

Muitas vezes essa parte do ambiente é deixada de lado na hora da decoração, mas pode ser valorizadazes essa parte do ambiente é deixada de lado na hora da decoração, mas pode ser valorizada

Quando vamos decorar um ambiente, normalmente pensamos nas paredes, no piso, nos móveis e nos objetos de decoração. Mas, e o teto? Será que é possível deixá-lo mais atraente ou sofisticado?

Para a arquiteta Elaine Delegredo, essa parte do ambiente pode fazer toda a diferença, passando a imagem de sofisticação, luxo e modernidade, de acordo com o clima que você pretende transmitir ao local.

O gesso rebaixado é versátil e pode ser usado em todos os ambientes

“O mais comum é usar o gesso, principalmente porque muitas pessoas vivem em apartamentos, que normalmente têm o pé direito baixo”, explica a arquiteta.

Segundo ela, nesse caso, é interessante colocar gesso na cor clara com iluminação indireta. Esse tipo de iluminação é feito com fita de LEDs ou spots embutidos. “O gesso rebaixado é versátil e pode ser usado em todos os ambientes.”

“O que dificulta muito na decoração é que a maior parte dos empreendimentos não chega a ter 2,65 metros de pé direito e, para colocar a iluminação embutida no gesso, é preciso rebaixar o teto em 15 cm”, alerta.

Por conta disso, ela recomenda que, antes de fechar um negócio, o comprador do imóvel analise o pé direito. Outro recurso para dar destaque ao teto é o uso de espelhos. “Antigamente isso era mal visto, pois as pessoas associavam o espelho a motéis, mas, dependendo de como for colocado, fica muito luxuoso”, garante.

Nesse caso, Elaine explica que pode ser usado como um detalhe. “Pode ser colocado na área onde fica um lustre de cristal ou em cima de uma mesa, por exemplo. Ele ajuda a diminuir o efeito visual do pé direito baixo”, ensina.

Papel de parede, tecido e adesivo

Tecidos ou papéis de parede podem dar um efeito glamouroso, mas é preciso tomar cuidado para não carregar o ambiente.

Outra opção é usar adesivos, que caem muito bem em um local com decoração temática. No exemplo, a imagem de um avião

“O tecido é colado da mesma maneira que o papel de parede. Acho legal usar como um detalhe, saindo da cabeceira da cama e subindo para o teto, acompanhando a largura da cama”, exemplifica. “Nesse caso, a estampa deve acompanhar o estilo da cama e da decoração geral do quarto.”

Já o papel de parede, se o intuito for dar a sensação de continuidade ou grandiosidade, pode ser colocado na parede atrás da cabeceira da cama e correr para o teto. “Se for um tipo mais rebuscado, pode ser aplicado na parede e no teto, onde se pode delimitar um espaço para o papel com uma moldura de gesso”, sugere.

Outra opção é usar adesivos, que caem muito bem em um local com decoração temática, como num ambiente onde haja uma coleção de miniaturas, por exemplo.

Madeira ou concreto?

Outras opções são fazer a forração do teto com pedaços de bambu ou então com lambri.

Há ainda os lambris, que são ripas de madeiras de vários tipos

“Fizemos uma sala de ginástica onde a dona da casa queria deixar passar a claridade. Ela tinha uma cobertura translúcida que não era bonita, então optou por bloquear 50% dela com forro, colocando pedaços de bambu, sem tratamento nenhum”, explica.

O bambu pode ser amarrado ou fixado numa madeira, com distância entre um e outro a partir 3 cm. “Assim é possível ter luminosidade e esconder um pouco da cobertura. Tem gente que faz isso com telhas plásticas e o efeito fica muito bonito”, diz.

Há também os lambris, que são ripas de madeiras de vários tipos. Eles precisam ser fixados com pregos e não podem ser usados com espaçamento, por isso não servem para aproveitar a luminosidade, mas simplesmente para forração.

“Eles podem ser usados em áreas de churrasqueira, garagens ou até mesmo em algumas composições com gesso rebaixado”, salienta.

Elaine cita ainda o concreto aparente para o teto. Mas isso deve ser planejado antes da construção da casa. “Fica muito bom em salas, cozinhas e áreas de lazer e podem ser realizados trabalhos bem interessantes”, explica.

A arquiteta orienta que, para o uso do concreto, o espaço deve ter, no mínimo, 3 metros de pé direito. “Ele pode ser feito inclinado para dar efeito visual ou para o escoamento de água no caso de não ter telhado, como em uma área de lazer. Dá um aspecto rústico, mas é bem moderno”, conclui Elaine.

Fonte: ZAP Imóveis

sem comentários publicado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>