23 de setembro de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

De mala e cuia, e com os vizinhos

Quando o assunto é vizinhança, a amizade conta muito. Tanto que ao buscar um imóvel novo, a decisão pesa se o convite for feito por um amigo que morará no mesmo local

Mais do que criar uma relação de cordialidade, é possível que vizinhos criem uma relação de amizade tão forte a ponto de levar famílias a se mudarem para o mesmo local, quando uma delas ‘puxa a fila’. Esse é o caso que envolve quatro famílias de Maringá. Elas moram no mesmo condomínio, mas estão com a mudança marcada para daqui a um mês, no mesmo empreendimento, que está em fase de acabamento.

Sempre que possível os vizinhos se reúnem para um almoço, jantar ou churrasco. Mas a história começou há pouco mais de seis anos, quando o servidor público Iliano Clemerson de Oliveira conheceu Hélio Sandro Liberati, que mora no mesmo prédio e é pai do administrador Marcelo Liberati, com quem já mantinha uma relação de amizade.

Aos poucos o grupo cresceu. Iliano e sua esposa, a também servidora pública Claudia Jesus de Oliveira, conheceram, em 2002, o casal formado pelo consultor Flávio Alexandre Simão e a bancária Blésia Cristina de Farias Simão. A amizade teve início porque os filhos dos casais – cada um tem um filho, ambos meninos, com 13 anos hoje – estudam na mesma escola.

Cinco anos depois, quando Flávio procurava um apartamento para locar, Iliano logo indicou um imóvel no mesmo edifício onde mora – se tornaram vizinhos de porta. De aluguel, com o passar do tempo o negócio evoluiu para compra de um apartamento no edifício.

Recentemente, à procura de um imóvel novo para se mudar com a família, Iliano acabou encontrando uma boa opção graças ao amigo Hélio. Ele lhe sugeriu um imóvel ao lado do que havia comprado no novo prédio – em fase de acabamento.

Em um churrasco no atual condomínio, com as famílias de Hélio, Iliano e Flávio o assunto ressurgiu. “Propus ao Flávio para que comprasse um apartamento também. Falei que iria me mudar, pois tinha adquirido um novo apartamento. Ele gostou da dica e também comprou o imóvel”, diz Iliano. Flávio aceitou a ideia “para continuarem com o vínculo de amizade e pelo fato de manter convívio com vizinhos já conhecidos”.

Morar no mesmo condomínio ajudará, inclusive, a não modificar as rotinas das famílias de Iliano e Flávio. É que todos os dias suas esposas se revezam para levar e buscar os filhos à escola, no futebol, catequese, aniversário, entre outros compromisso dos pequenos. “No nosso caso, especificamente, temos um único filho, que acaba sempre tendo a companhia de um amigo muito próximo, como se fosse um irmão”, diz Iliano.

Não são só as três famílias que vão se mudar de mala e cuia para o mesmo empreendimento imobiliário. A família da advogada Claudia Tortola, que também mora no mesmo edifício e faz parte do círculo de amizade do grupo, se prepara para a mudança. E ela será vizinha de porta de Flávio. “É muito importante ter bons vizinhos, pois estamos mais próximos deles do que de nossos familiares”, diz Oliveira.

Hélio, que se mudará com a esposa, Jandira Liberati, conta que o novo empreendimento é bem localizado e oferece conforto, o que motivou sua decisão de comprar o imóvel. Para ele, o convite para que amigos morem no mesmo local é importante quando o assunto, além de convívio, é segurança.

A mudança prevista gera até algumas risadas. “Formaremos no novo prédio uma filial do antigo condomínio”, brinca Flávio.


VIZINHANÇA. Amizade leva vizinhos Iliano e Flávio a se mudarem para o mesmo prédio. —FOTO: J.C. FRAGOSO

Fonte: O Diário

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>