28 de fevereiro de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Cuidados básicos amenizam efeitos do calor

O verão de 2014 vai entrar para a história. O forte calor, pouco vento e nenhuma chuva estão fazendo a festa dos veranistas e lotando as praias de todo o litoral catarinense. Em Florianópolis, os termômetros ficaram por dias seguidos acima dos 30ºC mesmo nas primeiras horas da manhã e após o pôr do sol.

Mas para os síndicos a estação está apresentando desafios no dia a dia da administração de seus condomínios, e alguns cuidados podem ser observados para enfrentar o verão mais escaldante dos últimos tempos sem maiores sobressaltos.

“A rede elétrica pode apresentar sérios problemas principalmente em condomínios mais antigos que não passaram por reformas e ainda possuem uma rede obsoleta que não suporta a instalação de diversos equipamentos como ar condicionado. Neste verão tivemos mais de uma ocorrência de picos no consumo de energia elétrica”, lembra Amanda Campos Zeferino, sócia-diretora da Correta Condomínios.

Funcionários

A temperatura elevada também aumenta o metabolismo do organismo, que passa a produzir mais suor para se proteger. Mas essa proteção se torna um problema quando o líquido perdido não é reposto.

“Um ambiente refrigerado e com boas condições de trabalho também evita a queda na pressão e sonolência, que tiram a disposição e o estado de alerta dos funcionários. Uma alimentação leve em intervalos regulares também são cuidados interessantes de ser observados”, analisa Elio Beuter, da Beuter Treinamentos Profissionais.

Ar condicionado

Ligados praticamente 24 horas por dia, esses aparelhos já podem ser considerados as estrelas da temporada. E justamente pelo maior período de tempo que permanecem ligados, a limpeza dos filtros e dutos, que acumulam as impurezas do ambiente, merece atenção dobrada.

A manutenção e limpeza dos equipamentos devem obedecer às especificações de cada fabricante. Sua ausência pode agravar doenças respiratórias, conjuntivites e alergias.

Plantas e jardins

No verão, as plantas têm maior atividade metabólica e, consequentemente, precisam de mais nutrientes, mas não é simplesmente regar, como explica o engenheiro agrônomo Fernando Marinho, proprietário da Casa Verde Garden Center. “É importante manter o solo com alto teor de matéria orgânica para que absorva mais umidade. Isso pode ser feito através da adubação no fim do inverno ou com a cobertura do solo com serragem, casca de árvore e até a grama cortada.”

“O calor vai secar a cobertura e manter a umidade. Com o solo incrementado, a rega é mais eficiente, não gasta muita água e a planta permanece saudável em vasos e jardins, mas os benefícios aparecem com a continuidade”, completa. Outra dica importante é fazer a rega nos horários mais frescos, mas pela manhã o efeito é potencializado, uma vez que nutre a planta durante as horas mais quentes do dia.

Piscina

O calor também exige cuidados dobrados com a manutenção de piscinas uma vez que a evaporação dos produtos usados na limpeza e a proliferação de algas e micro organismos são maiores.

“É preciso especial atenção com os níveis de cloro, ph e com a filtragem da água. A ação de protetor solar também influencia diretamente a limpeza, assim como ele bloqueia a ação dos raios ultravioletas, também anula totalmente a ação do cloro; claro que é desumano não recomendar seu uso, mas uma ducha antes de entrar na piscina ameniza muito esse efeito”, declara Rafael dos Santos, gerente de manutenção da Cia H2O manutenção de piscinas.

Fonte: CondomínioSC

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>