15 de maio de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Conheça dez mitos da faxina e as alternativas para uma limpeza eficiente

Mito 1 – Álcool líquido comum é um poderoso desinfetante. O único álcool com total função bactericida e desinfetante é aquele utilizado em hospitais, registrado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e que tem a sua graduação entre 68º e 72º INPM (porcentagem de álcool em peso). Embora o álcool doméstico possa ser útil em casa como na limpeza de vidros, para a desinfecção de ambientes como banheiros e cozinhas, o melhor é usar água sanitária ou desinfetante.

 Mito 2 – Borracha apaga riscos de lápis em paredes. A borracha mais suja do que limpa e pior, pode danificar a tinta da parede. Em vez disso, prefira utilizar na limpeza um pano umedecido em água com um pouco de saponáceo líquido (um tipo de sabão abrasivo), aplicando somente sobre o risco. No lugar do sabão, use álcool quando o risco for feito com caneta hidrocor (aquelas canetinhas coloridas).

Mito 3 – Misture água sanitária e sabão em pó e tenha uma solução capaz de resolver qualquer problema de limpeza. Na realidade, quando misturados, sabão e água sanitária se neutralizam, tornando o processo de higienização ainda mais trabalhoso. Em especial para sujeiras mais difíceis de limpar, o mais prático é recorrer a produtos específicos como os indicados para limpeza pesada, os desengordurantes e removedores de limo.

Mito 4 – Para limpar espelhos e vidros, basta esfregar jornal na superfície. Além de não retirarem a sujeira de vidros e espelhos, os jornais podem piorar o nível de sujidade, danificar e riscar as peças. O mais recomendável é lavar com detergente neutro e secar bem com pano macio e que não solte fiapos.

Mito 5 – Soluções caseiras com limão e vinagre servem para limpar tudo. Limão e vinagre podem ser bons aliados da limpeza, mas é um erro achar que eles servem para qualquer limpeza doméstica. No caso do limão, o ácido da fruta ajuda a remover gorduras, por isso, pode ser usado, por exemplo, para limpar as bocas do fogão. Por sua vez, o vinagre branco é uma boa solução para combater o mau cheiro e o mofo. Desta forma, a substância é eficaz, por exemplo, na higienização do cantinho do bicho de estimação, de geladeiras e paredes com bolor.

Mito 6 – O bicarbonato de sódio é um poderoso tira-manchas. O bicarbonato de sódio, quando aplicado isoladamente, não tem eficiência sobre as manchas. O ideal é colocar uma colher de café de bicarbonato em meia xícara de álcool e aplicar a mistura sobre a mancha. Em seguida, após alguns minutos, pressione um pano umedecido sobre a parte atingida para retirar os vestígios da mistura e lave a peça normalmente. Mas atenção: não deixe a solução sobre o tecido por muito tempo, porque o bicarbonato de sódio é um sal abrasivo que pode desgastar o material.

Mito 7 – Mármores e granitos aguentam qualquer produto de limpeza. Mármores e granitos são rochas naturais conhecidas por sua resistência e durabilidade, o que não significa que não mereçam cuidado durante sua higienização. Nunca use produtos abrasivos ou com princípio ativo forte, por exemplo, saponáceo, água sanitária, soda cáustica ou querosene, porque podem danificar permanentemente a pedra. Para limpezas semanais ou quinzenais, aplique apenas detergente neutro diluído em água.

Mito 8 – Sabão em pó é excelente para limpar pisos de cozinhas e banheiros. À primeira vista, o sabão em pó pode até deixar o piso limpo, mas a sua fórmula extremamente alcalina pode levar à corrosão do revestimento se usado com frequência. Isso vale tanto para pisos de cerâmica e porcelanato, quanto para mármores e granitos. O melhor é utilizar um produto específico para a limpeza de pisos e reservar o sabão em pó apenas para lavar roupas.

Mito 9 – Produtos multiuso têm mil e uma utilidades. Na verdade, os limpadores multiuso devem ser usados apenas em áreas laváveis, como cerâmicas, paredes e superfícies plásticas. Não são recomendados para uso em madeira e metais. Na dúvida, leia as instruções na embalagem do produto.

Mito 10 – Varrer o chão é etapa fundamental para a limpeza da casa. Quando varremos um ambiente, apenas uma parcela da poeira é retirada. O restante fica em suspensão e se deposita em locais mais altos como sofás, camas e mesas. Para piorar, a varrição ajuda a espalhar micro-organismos como os ácaros. O melhor é aspirar a sujeira e limpar a poeira com pano úmido [Por Juliana Nakamura, do UOL, em São Paulo]

Fonte: UOL

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>