14 de novembro de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Condomínios devem estar adaptados às necessidades dos idosos

Em 1º de outubro é celebrado no Brasil o Dia do Idoso, data que levanta a discussão sobre a necessidade da adequação das estruturas urbanas às necessidades dos idosos de hoje e, também, a preparação para os muitos idosos do futuro. Essas adaptações devem começar de dentro para fora, partindo do próprio ambiente doméstico.

Muitas construtoras estão vigilantes à tendência do envelhecimento progressivo da população e já entregam edifícios planejados para atender às necessidades especiais de locomoção desses moradores. Em condomínios mais antigos, é aconselhável que se promovam reformas para garantir a mobilidade e segurança dos idosos. Confira a seguir alguns itens importantes que devem ser incorporados na medida do possível.

* Escadas: É evidente que não se pode abrir mão da escada de segurança que dá acesso a todos os andares do prédio. É importante que a altura entre os degraus não varie e que eles não sejam muito altos. A extremidade deles deve ser sinalizada com uma cor de destaque. Deve-se evitar limpar as escadas com produtos que a deixem escorregadia por muito tempo, como ceras. Na piscina, é indicado que se instalem escadas submersas para facilitar entrada e saída da água.

*  Mais rampas: Pequenos degraus na entrada do prédio e no acesso às áreas comuns dificultam a locomoção de pessoas com idade mais avançada. O ideal é que seja oferecida como alternativa uma rampa projetada com cuidado para não ficar muito íngreme. As rampas devem ter uma largura mínima por sobre a qual consiga se movimentar uma cadeira de rodas.

* Corrimãos: Eles devem ser colocados juntamente às rampas, pois servem de apoio para as mãos na hora de contrabalancear o peso do corpo. O corrimão deve ser firme e ser instalado nos dois lados, podendo sustentar as duas mãos.

* Piso: As áreas externas – sobretudo as molhadas como piscina e sauna – devem ser revestidas de piso opaco e antiderrapante para evitar quedas.

* Iluminação: Ambientes escuros para quem já não possui uma visão totalmente acurada são um perigo, pois é grande o risco de esbarrar em uma parede ou móvel ou mesmo de tropeçar e cair. Garagem e corredores devem contar com um eficiente sensor com detector de movimento que ative a iluminação.

* Elevador: item fundamental para um prédio com condôminos idosos, pois evita que ele tenha de subir pelas escadas mesmo que curtas distâncias. O elevador deve ter espaço suficiente para acomodar uma pessoa em cadeira de rodas mais acompanhante. Não é exagero lembrar que esses equipamentos precisam passar por vistorias regulares para garantir a segurança não apenas dos idosos como de todos os demais usuários.

Fonte: Jornal do Síndico

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>