3 de outubro de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Condomínios comprometidos com a sustentabilidade

Condomínios comprometidos com a sustentabilidade

Embora a questão da preservação do meio ambiente seja amplamente discutida, os empreendimentos imobiliários com requisitos de sustentabilidade ainda são tímidos no Brasil, e Santa Catarina caminha no mesmo ritmo. A arquiteta Maria Lúcia Mendes Gobbi, da empresa Mendes Gobb Eco Design, salienta que as primeiras preocupações com a ecologia datam da década de 80, com a criação de grupos de trabalho envolvendo diversas áreas profissionais, em várias partes do mundo.

No nosso estado, segundo a arquiteta, “estamos num processo inicial” e projetos isolados são registrados em diversas regiões. Empreendimentos comerciais e residenciais acabam adotando alguns itens ligados à sustentabilidade, como a instalação de coletores de água da chuva, células fotovoltaicas para aproveitamento da energia solar ou mesmo instalação de fossas ecológicas.

Um dos problemas que a ideia da sustentabilidade ainda apresenta são os custos altos dos equipamentos e dos materiais utilizados, que acabam encarecendo a obra em aproximadamente 30%, o que é compreensível, uma vez que poucas pessoas ainda estão consumindo esses materiais. “À medida que as construções passem a utilizar esses materiais aumenta a produção e os preços tendem a cair”, ressalta.

Construção

Florianópolis está na corrida pela preservação do meio ambientes e novos empreendimentos já são construídos com diferenciais de sustentabilidade. Um exemplo disso é o Vivá Residence de Cacupé (foto acima), condomínio horizontal que irá abrigar 43 imóveis de 500 metros quadrados. Os cinco primeiros projetos de construção estão em fase de conclusão.

Luiz Augusto Marchi, um dos idealizadores do projeto, explica os preceitos de sustentabilidade que norteiam a construção. “Adaptamos o condomínio para a separação e destinação final do resíduo, separando, classificando e armazenando-o corretamente, para que as cooperativas possam retirá-lo em grandes volumes, o que facilita a dinâmica de trabalho. O resíduo orgânico é tratado em uma composteira do condomínio e utilizado como adubo no jardim e na horta orgânica, em formato de mandala, que produz hortaliças orgânicas para todos os moradores”, enfatiza Marchi.

O tratamento de efluentes será feito em estação própria no condomínio. Ao final, a água liberada apresentará 99% de pureza. Já a água da chuva é captada e armazenada para atender as necessidades das áreas comuns, como limpeza dos pisos, rega de plantas e horta. Além disso, todas as unidades do condomínio contarão com sistema de captação de energia solar.

Adequação

Praia Brava

O Condomínio Praia Brava possui estação de esgoto que trata 100% dos resíduos coletados

Mas os imóveis já construídos também buscam adequar suas estruturas de maneira sustentável. Em Itajaí, o condomínio horizontal Praia Brava não nasceu com o conceito de ser sustentável, há 10 anos. Porém, com o passar do tempo, o condomínio foi implantando itens que conferem sustentabilidade ao empreendimento que possui 42 unidades.

O residencial possui uma horta orgânica, que produz hortaliças, condimentos, ervas medicinais, mudas florestais e diversos pomares. No local não são utilizados quaisquer produtos químicos no paisagismo e limpeza de áreas comuns.

O Praia Brava conta também com sistema de reciclagem do lixo, as unidades são pintadas em cores claras, com grandes janelas e ventilação cruzada favorecendo a luminosidade natural e a economia de energia elétrica. Os medidores de luz, água e gás são individuais e há ainda uma estação de tratamento de esgoto que trata 100% dos resíduos coletados.

Infografico-sustentabilidade-154

Fonte: Condomínio SC

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>