29 de julho de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Como descobrir quanto vale o seu imóvel?

Existem inúmeras maneiras para descobrir o valor do imóvel. No entanto, consultar um corretor de imóveis é o método mais recomendado para não sair com algum prejuízo

Existem algumas maneiras de avaliar o preço do imóvel antes de saber qual é o real valor de mercado que ele tem. Existem opções mais precisas, que estipulam o valor real para aqueles que querem colocar o imóvel à venda. E outras mais superficiais, indicadas para quem apenas quer ter uma noção sobre o valor do seu patrimônio.

Atualmente, a valorização imobiliária, segundo Bruno Thomé, diretor de vendas da imobiliária MGarzon, depende de vários fatores. A quantidade de terrenos vazios disponíveis em um bairro ou cidade, por exemplo, aumenta o preço dos imóveis da região. Andares mais altos costumam ser mais caros, assim como os apartamentos voltados para a face Norte em regiões frias, uma vez que eles são mais ensolarados.

E em uma mesma região, um prédio mais novo, com uma fachada mais atraente também poderá ter um preço maior do que um imóvel em um prédio antigo, mesmo que sua área seja maior. Outros fatores que agregam valor a um imóvel são a localização, frentes múltiplas, insolação, potencial construtivo, tipo de acabamento, manutenção estrutural preventiva, itens de lazer e segurança.

Há muitas práticas para descobrir o valor de um imóvel, mas muitas delas não traduzem a realidade de valor, tais como o preço de venda dos imóveis da vizinhança, valor dos anúncios em classificados impressos e valor das ofertas em portais especializados. Bruno Thomé informa que para saber o preço real de um imóvel, o melhor é  procurar a  ajuda de um especialista. Pode ser um corretor de imóveis, uma imobiliária recomendada, um engenheiro ou avaliador de imóveis credenciado. “Assim como em diagnósticos médicos, escute mais de uma opinião, pois temos de tudo em um mercado que cresceu demais nos últimos dez  anos”, explica.

Procure corretor credenciado

Hermes Alcântara, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do DF (Creci-DF), afirma que para encontrar um corretor de imóveis

Presidente do Creci-DF, Hermes Alcântara, diz que para encontrar um corretor confiável basta consultar o número de registro

confiável basta consultar o número de registro no site do conselho para averiguar se de fato, trata-se de um profissional apto a exercer a profissão.
Caso seja necessário um documento para fins judiciais ou comprovação de valor de mercado, tanto para compra, venda, aluguel e fins administrativos é preciso ter o parecer técnico de avaliação de imóveis. Como o próprio nome informa, é um parecer técnico realizado por profissionais registrados no Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) e no Cadastro Nacional dos Avaliadores Imobiliários (CNAI).

Este documento possui um selo numerado, controlado pelo Creci, que dá autenticidade ao documento. Há pouco tempo, somente engenheiros e arquitetos poderiam fazer um parecer técnico de avaliação de imóveis. Hoje, os corretores também podem atuar, conforme resolução nº 1066/07.
Hermes explica que o documento é essencial em situações nas quais parentes ou cônjuges em processo de divórcio discordam sobre o valor do imóvel herdado ou compartilhado prestes a ser vendido. Também é usado em permutas de imóveis ou em caso de inadimplência, quando é tomado pelo banco e o proprietário considera que o bem tem um valor maior do que aquele indicado pela instituição.

“Para proprietários que não se encontram nessas situações, o parecer pode ser uma maneira de se resguardar nas negociações. É uma forma da pessoa ter certeza que está vendendo seu imóvel pelo preço real do mercado e não está sendo passado para trás”, afirma e acrescenta que, no caso da venda de imóveis usados, como a negociação é permeada por muitas contrapropostas, o parecer técnico é apresentado para dar base ao valor estipulado pelo vendedor.

Fonte: Jornal da Comunidade

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>