21 de agosto de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

Como aplicar o Feng Shui na sua sala

Veja dicas para harmonizar o ambiente e garantir boas energias para esse espaço de convívio da casa

Preocupe-se em garantir o espaço para circulação

A sala é o primeiro ambiente com o qual as pessoas se deparam ao entrar em uma casa e deve ser um cômodo especialmente acolhedor. “É importante passar, tanto para os visitantes como para os moradores, a sensação de que são bem-vindos”, diz Aline Mendes, arquiteta e especialista em terapia de ambientes, do Rio de Janeiro (RJ).

A iluminação geral precisa ser suave e, de preferência indireta. O ideal é que a sala possua uma boa fonte de luz natural, com janelas amplas. “Caso isso não seja possível, instale luminárias nas laterais do cômodo e inclua no espaço plantas naturais, que proporcionarão uma maior sensação de bem-estar”, completa Eliane Mendez, professora de Feng Shui do Senac Jabaquara, em São Paulo (SP).

Fique atento à disposição dos móveis

É necessário que a porta principal abra totalmente, sem esbarrar em móveis ou paredes. Quando houver uma janela alinhada diretamente à porta, em um percurso sem desvios, coloque um biombo ou uma planta entre elas. Dessa maneira, a energia não sairá sem circular de modo adequado pelo cômodo.

Lembre-se de que a porta principal representa a “boca” da casa, passagem pela qual a energia entra e sai, portanto mantenha o seu acesso sempre livre. Ao entrar, deve-se visualizar os sofás ou as poltronas, posicionados de forma que pareçam abraçar quem chega, convidando-os a sentar. “A distribuição mais desejável é aquela em formato de ferradura, em que sofás e poltronas formam um ‘U’, permitindo que as pessoas conversem entre si, sem precisarem se virar constantemente”, orienta Aline.

Nunca deixe os sofás de costas para a porta de entrada, pois isso prejudica o fluxo de energia e passa uma mensagem de rejeição. “Também é importante que o sofá esteja encostado em uma parede sólida, que forneça ao móvel um bom suporte. Caso fique solto no meio do ambiente ou de costas para uma porta ou janela, não haverá esse suporte e isso pode prejudicar a saúde e os relacionamentos das pessoas que nele permanecem”, ressalta a arquiteta.

A recomendação é que os sofás não sejam colocados sob vigas ou ao lado de quinas, nem embaixo do vão de uma escada. Já a mesa de centro deve ter tamanho proporcional ao ambiente, deixando espaço livre para uma boa circulação.

Cuidados especiais com a sala de jantar

Fuja de mesas muito compridas, dando prioridade às quadradas ou retangulares mais proporcionais. Se você precisa de um número elevado de lugares, opte por um modelo em formato oval ou redondo. E, no momento das refeições, é importante que a iluminação da mesa de jantar seja mais intensa do que na área de estar. A sala de jantar não deve ser o primeiro espaço avistado ao entrar na casa e o melhor é evitar espelhos na parede inteira nesse ambiente, já que eles não oferecem suporte para quem está sentado de costas para o espelho.

Quais cores usar

As cores fortes afetam a energia com mais intensidade do que as cores claras. Enquanto os tons pastel tendem a ser energeticamente neutros, ajudando a evitar efeitos imprevistos. “Se quiser usar cores fortes, reserve-as para uma parede, móveis ou objetos de decoração”, indica Aline. “Na sala, dê preferência aos tons quentes ou neutros, que aumentam a sensação de aconchego. O chão deve contar com um tom mais escuro que o do teto. Já a parede precisa receber uma cor mais clara que o piso e mais escura que o teto”, pontua a especialista.

“Use cores quentes na decoração, como laranja e amarelo. Essas tonalidades representam o elemento terra e a sua estabilidade. Além disso, aceleram a energia, sendo uma boa escolha para estimular a alegria e espontaneidade”, aconselha Eliane. Mas, de acordo com ela, quando um ou mais moradores sofrem com ansiedade, procure não sobrecarregar o ambiente com cores fortes, como o vermelho, e tenha cautela ao trabalhar com espelhos.

Elementos que devem estar presentes

Plantas naturais ajudam a purificar e estimular o fluxo positivo de energia. Fotos atuais de amigos e da família também proporcionam boas lembranças. De acordo com a docente do Senac, o melhor é observar a presença dos cinco elementos: água, terra, madeira, fogo e metal. “A água pode ser representada em um espelho, a madeira em uma mesa lateral, o fogo em um abajur, a terra em um tapete com formato quadrado ou mesmo em cores como bege ou marrom e o metal em uma escultura ou porta-retratos”, exemplifica.

Saiba que materiais sintéticos, como plásticos e resinas, acumulam eletricidade estática. Por isso, dê preferência aos materiais naturais, como pisos de madeira e tapetes de algodão ou fibras vegetais. Lembrando que fibras vegetais, como a cortiça, a palha e o algodão, possuem ainda a propriedade de isolar as pessoas e o ambiente de possíveis desequilíbrios da energia telúrica (vinda do subsolo).

Fonte: Web Casas

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>