3 de março de 2014   Publicado por: Garante Araribóia

Carnaval, síndico e condomínio

Foto: Ilustração
É importante que o síndico tenha paciência

Muitos apreciam, alguns nem tanto, outros até detestam. Apesar de o carnaval não ser unanimidade, a festa mais aguardada por grande parte dos cariocas, acende o sinal de alerta dos síndicos. Nessa época, o trânsito de pessoas no condomínio exige grande atenção. Afinal de contas, segundo a administradora de condomínios Apsa, localizada na cidade do Rio, há crianças de folga, visitas de familiares dos moradores e festas no local. Para a empresa, o entra e sai de visitantes nos condomínios pode comprometer a segurança dos moradores. Por isso, o gerente de condomínios da empresa, Geraldo Victor, deu algumas dicas, que segundo ele, poderão manter a tranquilidade durante esses dias.

O profissional reforçou com todos os condôminos a importância de identificar quem está autorizado a andar pelas dependências do prédio e evitar a entrada de entregadores de serviços delivery. “Nesse caso, o morador deve buscar a encomenda na porta. Alguns bandidos se aproveitam da grande movimentação e do aumento de pedidos de entrega nos feriados para agir.”, disse Victor.

O uso da piscina ainda é polêmico e varia conforme o regimento interno, que pode autorizar ou proibir parentes e outras visitas. “Em alguns casos são permitidos os acessos para crianças visitantes, outros não exigem exame médico. É importante que o síndico tenha paciência e bom senso para lidar com os inúmeros casos que podem acontecer durante o período e fazer valer o que está previsto em regimento ou deliberado em assembleia”, afirmou o gerente.

Outro problema são as situações de conflito causadas pela disputa do salão de festas. Para evitar atritos, muitos regimentos proíbem a reserva do espaço durante os dias festivos. O síndico pode ainda promover uma festa do condomínio para estimular a confraternização entre vizinhos e evitar brigas.

“Só não se pode esquecer do respeito ao morador quanto ao barulho dentro ou fora do horário estipulado por lei ou regimento”, tudo isso pode ser minimizado se antecipadamente o síndico fizer recomendações e reforçar através de comunicados internos o uso adequado dos espaços e horários, lembrou Victor.

Crianças

O feriado aumenta o fluxo de crianças nas áreas comuns do prédio, que têm bastante energia para gastar. Por essa razão, o síndico precisa se certificar de que os pais estão atentos ao regimento interno.

É válido enviar circulares, lembrando forma e horário de uso dos espaços no condomínio, as regras para o uso de elevadores e a necessidade do acompanhamento de crianças pequenas na piscina, reforçando a importância da preocupação de cada um com o convívio em comunidade. “Ele pode ainda sugerir passeios externos nas redondezas, para ocupar o tempo ocioso dos pequenos”, sugeriu o gerente.

Outra opção, de acordo com a Apsa é a criação do cargo de síndico mirim. Eleitos por votação, eles têm a responsabilidade de reivindicar os direitos dos mais jovens do prédio e de zelar pelas normas do condomínio. “Como a comunicação fica horizontalizada, é mais fácil para as crianças atender aos avisos”, defendeu o gerente.

Fonte: Folha do Condomínio

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>