28 de outubro de 2015   Publicado por: Garante Araribóia

Áreas comuns sempre verdes

Práticos, duráveis e bonitos, os gramados sintéticos são cada vez mais utilizados nos condomínios

Espaço Zen, no condomínio Fortaleza de São José: áreas de lazer mais organizadas
Espaço Zen, no condomínio Fortaleza de São José: áreas de lazer mais organizadas

Utilizadas em campos de futebol, decoração de jardins, playgrounds, sacadas de apartamentos, brinquedotecas e áreas de piscina, as gramas sintéticas vêm ganhando espaço nos condomínios e contribuindo tanto para o lazer como para complementar a estética dos edifícios.

Prático e de cuidados fáceis, ao contrário dos gramados naturais, o revestimento sintético não precisa ser aparado, não cria buracos, tem rápida absorção da água, é fácil de limpar, durável e está sempre verde. “Entre as vantagens da grama sintética está a beleza que traz ao local, pois hoje muitas fábricas trabalham com gramas bem parecidas com as naturais. Além disso, o custo benefício é percebido rapidamente pois não são necessários serviços de jardinagem para ter uma grama sempre baixinha e bonita”, ressalta Elisabeth Brugnago Possamai, gestora de uma empresa do ramo.

Segundo a gerente, a instalação necessita apenas de uma base que varia de acordo com a finalidade do uso e com o modelo da grama que será adquirido. “Normalmente, ela é colada em cima de um piso de cimento”, explica Elisabeth. Mas, embora seja livre de manutenção, o revestimento requer alguns cuidados com a limpeza. “É importante manter o gramado sempre limpo para o visual permanecer bonito por mais tempo”, esclarece.

Limpeza
Elisabeth explica que a limpeza da grama sintética é muito simples, basta retirar os materiais orgânicos com uma vassoura e lavar com água e sabão neutro. Também, é possível utilizar lavadora de alta pressão com o jato de água regulado para uma pressão mais baixa. “É importante sempre enxaguar bem a grama sintética para não deixar resíduos de sabão”, orienta a profissional.

A durabilidade pode variar conforme o uso. Para a grama utilizada em campos de futebol, vai depender da quantidade de jogos e da manutenção. “Para grama de 12 mm a indicação é passar uma vassoura normal, para as gramas de 20 mm a 50 mm o indicado é uma máquina varredeira que tem cerdas mais duras e levantam os fios. Nos campos, as gramas duram em média de 8 a 12 anos com uma boa manutenção. Já a decorativa dura em média cinco anos, e também depende da movimentação em cima da grama e da manutenção feita”, conta Elisabeth.

Praticidade
Síndica do condomínio Belle Vie, em Coqueiros, Daniela Cunha conta que o condomínio optou pela instalação do revestimento em 2014 por ter maior durabilidade, pouco impacto, fácil manutenção, além de ser bonito e moderno. “A cada cinco anos temos que repor o enchimento de borracha que diminui o impacto e fica menos escorregadio. Fora isso, é preciso somente fazer a limpeza normal, com uma vassoura para ajudar a espalhar a borracha e dar aspecto renovado ao gramado”, relata.

Segundo Daniela, os moradores ficaram satisfeitos com a nova grama. “A reforma da quadra fez com que o espaço passasse a ser mais utilizado”, relata a síndica. Ela avalia o revestimento como uma excelente opção para condomínios, pois a grama sintética diminui o índice de acidentes durante os jogos e a quadra fica muito mais moderna. “O investimento inicial é um pouco alto, mas compensa futuramente.”, completa.
Também sob a gestão da síndica Daniela, o condomínio Fortaleza de São José, situado no bairro Campinas, teve a grama sintética prevista já no projeto original da construtora. O local denominado de “espaço zen” faz parte da área comum do edifício, entregue em 2014. “O revestimento ajuda a eliminar a manutenção de jardim, além de manter o espaço limpo e verde o ano todo”, relata.

Fonte: CondomínioSC

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>