15 de julho de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

A arte de receber com criatividade

Para muitos, a primeira impressão é a que fica. No caso dos condomínios residenciais ou comerciais apostar em um hall bem decorado pode contribuir para um perfil mais diferenciado dos moradores ou das pessoas que trabalham no edifício. Hoje, segundo a arquiteta Adriana Moravia, é cada vez mais comum entrar em um prédio e deparar-se com uma área criativa. Para ela, “se antes o hall seguia uma linha mais tradicional e sóbria, até demais, agora, buscam oferecer um clima caloroso e convidativo, inspirando quem chega, ao mostrar um cartão de visitas com capricho e bom gosto”, afirmou. 

Uma das alternativas usadas para que esse ambiente dê as boas-vindas de forma impactante e cheia de estilo são as obras de arte. A arquiteta disse que, ao complementar o ambiente, as obras, sejam esculturas de parede, pintura em telas ou gravuras tornam o espaço mais sofisticado, roubando olhares que, logo, se tornam fascinados. Morávia disse ainda que é por meio delas, que é possível imprimir cores à decoração.

A escolha deve ser de obras abstratas e menos pessoais, sugeriu a profissional, que, além disso, acredita que a localização da peça deve ser de destaque, de preferência de frente para a entrada.

Consultado a respeito, o artista plástico Jocimar Tavares lembrou que, geralmente, as peças usadas em halls de prédios são maiores, exatamente, para que se destaquem. Acostumado a atender pedidos para decoração daquele espaço ele contou que a maior peça que produziu tinha três metros de altura.

O artista, que faz esculturas em formatos orgânicos, usando o aço como matéria prima, explicou que esse tipo de peça é mais indicado, geralmente, devido às dimensões do espaço: “um hall pede peças mais vistosas, a maioria que produzo para o ambiente é em aço inox. Peças com esse perfil são deslumbrantes e muito belas e criam também uma atmosfera calorosa”, concluiu o escultor.

Fonte: Folha do Condomínio

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>