8 de novembro de 2013   Publicado por: Garante Araribóia

10 ideias para transformar o quarto do filho que saiu de casa

Atitudes simples e sofisticadas podem repaginar o cômodo e aliviar a ausência de quem partiu

Uma pesquisa feita na Inglaterra pela Isme, rede de lojas de departamentos, mostrou que a maioria das mães não vê a hora de dar uma cara nova ao dormitório do filho que mudou de casa. E um terço das que já fizeram isso confessou que o cômodo foi imediatamente ocupado após a partida da prole.

Para auxiliar as famílias que estão se preparando para este momento ou querem amenizar a chamada síndrome do ninho vazio, as arquitetas Karina Alonso e Gisele Pacheco dão 10 sugestões para transformar o quarto, aproveitando ou não os móveis que estão por lá. Confira:

Closet 

Ideal para aqueles que querem ter um recinto exclusivo para roupas e acessórios, e que gostam de perder alguns minutos realizando provas dos looks. De acordo com a sugestão de Gisele, a pessoa pode explorar o guarda-roupa para armazenar as peças e usar a criatividade para deixar o quarto mais fashion, com o uso de puff de cor ou formato ousado, por exemplo.

Escritório 

Para quem trabalha em casa, mas não quer ter prejuízos na produtividade, a orientação de Karina é utilizar o espaço para montar um home office, usando a escrivaninha como mesa para computador e os armários para organizar arquivos. Na visão dela, sumir com a cama não é tarefa obrigatória, mas é preciso alocá-la perto da parede e repaginá-la, imitando um sofá. Se necessário, altere a cor das paredes, para dar mais seriedade ao ambiente, como ressalta Karina.

Ateliê 

Opção para quem desenvolve atividades manuais (costura, pintura, bordado, artesanato etc) e não quer ver sujeira espalhada pela casa e demais móveis. A ideia da Gisele é usufruir do guarda-roupa para estocar o material utilizado na atividade e investir no maquinário necessário.

Brinquedoteca ­

Os que têm filhos pequenos ou netos podem separar um espaço apenas para as crianças. Além de enfeitar o ambiente com muita cor e brinquedos, Karina recomenda uma pintura nas paredes e sugere a tinta imantada, que possibilita a criação de painéis e murais. Para a especialista, a cama não precisa ser necessariamente dispensada, mas deve ganhar uma cara nova, com colchas e almofadas divertidas.

Adega 

Os amantes da sofisticação podem aproveitar a proposta da Karina de ter um ambiente especial para armazenar bebidas. Segundo a arquiteta, é preciso desocupar um pouco a área do quarto para dar lugar às adegas climatizadas (em especial as de marcenarias, que são ainda mais charmosas), e vale apostar num belo tapete e algumas poltronas para dar mais requinte ao cômodo.

Antessala para o quarto do casal

De acordo com Gisele, essa opção costuma salvar muitos casamentos, pois é ideal para quem não quer prejudicar o sono alheio durante a última atividade noturna do dia, que pode ser a leitura de um romance ou uma conferida no noticiário pela TV. O cantinho pode ser montado com sofá cama e aparelhos eletrônicos (televisão e DVD) ou poltrona e luminária para a leitura.

Biblioteca 

Alternativa para quem tem um grande volume de obras literárias e não deseja ver o acervo bagunçado pela casa.  No entendimento de Gisele, as pessoas que optaram por deixar os livros à vista, e não apenas armazenados no guarda-roupa, precisam investir em prateleiras ou outros objetos de suporte. Ela lembra ainda que a cama precisa ganhar ares de sofá. Almofadas encostadas na parede deixam o ambiente mais aconchegante.

Home theater

Os admiradores da sétima arte vão aderir ao conselho de Karina de montar um cinema em casa. Segundo ela, dá para aproveitar o guarda-roupa, as prateleiras ou a escrivaninha para organizar os DVDs e demais mídias. Dai em diante, é só investir num sofá confortável e num aparato de som e imagem de qualidade.

Quarto de hóspedes 

Esta é a opção mais comum, porém muito aplicável. Contudo, a orientação de Gisele é que, neste caso, é recomendável modificar a identidade visual do cômodo, para não dar a impressão de que a visita ocupou o espaço alheio. A saída é escolher cores neutras na hora de alterar a tonalidade da parede, jogo de cama, entre outros itens, como sugere a arquiteta.

Cômodo ampliado

Derrubar as paredes do quarto pode ser uma opção para quem quer aumentar outra área da casa, como a sala ou o quarto do casal. “É preciso ter coragem para encarar uma reforma, mas o resultado é muito bacana”, diz Karina.

Fonte: ZAP Imóveis

sem comentários publicado em: Notícias
Não há palavras-chave associadas com este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>